De variações

março 18, 2010 às 9:48 pm | Publicado em Cotidiano fotografado, Meninices, Reviews | Deixe um comentário
Tags: , , ,

Faz algum tempo que não falo de esmaltes por aqui – o que é bastante estranho, considerando que foi por causa deles que eu entrei de cabeça nesse mundo virtual de beauté.

Há algumas semanas, comprei o 604 Perolado Hits Specialittà, pois ele me lembrou bastante do meu querido Valentina, da Impala Gloss. Mas fiquei superdecepcionada, porque ele é bastante transparente. O pobre acabou ficando esquecido na caixinha e hoje resolvi aproveitar esse clima meio maomeno que está fazendo no Rio para fazer alguns testes.

Na ordem, do dedão para o dedinho:

*379 Cremoso [Hits Specialittà] – 1 camada
* Noite de Gala [Colorama Verniz & Cor] – 2 camadas
* Black [Colorama Cremoso] – 2 camadas
* Marinho [Colorama Verniz & Cor] – 2 camadas
* Azul Royal [Colorama Artística] – 2 cadamas

Por cima de todos, passei uma camada do 604 Perolado.

As combinações 1 (379), 3 (Black) e 4 (Marinho) foram minhas favoritas, sempre lembrando uma pegada meio Impala Gloss. Com o roxinho por baixo, achei que ficou parecido com o que eu imagino ser o Julieta, que nunca tive a oportunidade de usar.

Com o Black, o arroxeado do 604 praticamente sumiu. O que ficou foi um glitter muito fininho prateado que, dependendo de como a luz bate, fica com um fundo azulado. Tipo um Elza, mas com mais emoção.

E com o Marinho, o brilho do 604 se assumiu como azul. Achei que fosse ficar um pouco mais claro, como o Valentina, mas gostei mais ainda dele escuro.

Com o Noite de Gala, o 604 simplesmente não combinou. Ficou parecendo um esmalte sujo com o outro, sei lá. Só sei que não gostei mesmo. Já com o Azul Royal, ficou uma coisa assim meio…blé. Nota cinco pelo esforço, vale para salvar o azul para não ter que refazer caso aconteça algum pequeno acidente.

Essa experimentação toda começou porque achei que o outono tinha vindo para ficar. Mas já li que daqui a pouco começa a esquentar tuuuudo de novo. Agora fiquei na dúvida…

Adendo: A Pri, do Princesa na Torre, postou as fotos que mandei da maquiagem e do penteado que fiz para minha festa de formatura (adiantada). Pode aqui aqui!

Anúncios

De Gulo gulo – a.k.a. Wolverine

maio 2, 2009 às 2:58 pm | Publicado em Nerdices, Reviews | 3 Comentários
Tags: ,

Ontem, fomos ver Wolverine. E eu queria muito poder dizer que gostei do filme, porque o Wolverine de Hugh Jackman é um dos meus personagens favoritos da franquia cinematográfica de X-Men (o único que concorre com ele seriamente é Bobby Drake/Iceman). Mas grande parte do que eu tanto gosto no personagem da trilogia xmeniana sumiu no primeiro X-Men: Origens.

A sinopse do Imdb resume o filme:

Wolverine vive uma vida mutante, busca vingança contra Victor Creed (que mais tarde se tornará Dente de Sabre) pela morte de sua namorada, e finalmente acaba passando pelo programa da Arma X mutante.

Não é a melhor sinopse do mundo, e o problema começa por aí: ela combina com o filme. A tentativa de dar uma carga dramática maior ao personagem acabou tirando o grande atrativo de Wolverine, na tentativa de justificá-lo. Sai de cena um Logan/Wolverine irritadiço e meio mal-humorado (mas com um senso de dever, ainda que não de honra, em seu devido lugar) e surge um James Logan/Jimmy muito…bipolar. O personagem tem altos e baixos, na tentativa de mostrar como Wolverine é, na verdade, só um cara que passou por maus bocados.

A seqüência dos créditos iniciais é muito interessante: depois de passarmos rapidamente pela infância do protagonista, surgem as guerras pelas quais ele passou – uma forma de mostrar a longevidade do personagem. Não acontece muito, mas você pode ver a relação entre James e Victor se desenvolver em alguns poucos takes. Ponto positivo.

Aliás, outro grande problema do filme, para mim, é justamente a contraposição entre Victor Creed e James Logan. Não só por causa de furos de linha narrativa, se você tiver em mente o primeiro X-Men (não estou nem falando do cânon dos quadrinhos!), mas porque Liev Schreiber rouba a cena freqüentemente, com seu Creed animalesco e sádico.

Entre um furo de roteiro e outro, Wolverine pode até divertir. Mas, se a tentativa era criar um filme profundo como Nolan fez com os dois de Batman, foi um tiro n’água.

PS: Sim, existe uma cena após os créditos. Mas, sinceramente, tanto faz quanto tanto fez.

PS2: Tem conto novo no Imaginary Lines – Fever.

De batons e pincel

abril 22, 2009 às 9:53 pm | Publicado em Achados, Meninices, Reviews | 7 Comentários
Tags: , , , , , , ,

Fui ao Boticário hoje comprar o presente de aniversário da minha tia e não pude resistir quando vi o pincel de sombra me chamando (ok, ele me chama há algumas semanas). Então, lá foi ele com o Insensatez branco e um vaporizador de perfume (que o meu já foi para o espaço chamado “bolsa da mãe”).

Pincel de sombra d'O Boticário (módicos R$12,90)

Pincel de sombra d'O Boticário (módicos R$12,90)

Aí, continuei minha andança sem rumo (depois de matar um sorvete no 4D) e acabei entrando na Contém 1G. Tenho uma relação de amor e ódio com essa loja: apesar de adorar alguns ítens do catálogo, simplesmente detesto o treinamento que as vendedoras da loja do Shopping Tijuca recebem. Toda vez que você entra na loja, a gerente (ou pelo menos eu acho que é a gerente) fica de olho – como se você estivesse prestes a roubar alguma coisa, qualquer coisa. E as vendedoras ficam urubuzando a cliente: “isso é um blush”, “ah, isso é uma sombra mousse”, “ah, isso é uma base”. Eu sei o que é, tem uma plaquinha na frente de cada produto! Fica a reclamação.

Voltando às compras… Acabei trazendo uma palette de batons em tons de cor de boca, que meio que já estava de olho há um tempinho, para compensar minha total deficiência em batons cor de boca (os vermelhos sempre me chamam, não consigo evitar!). Fico devendo uma swatch detalhada, mas experimentei rapidinho o segundo da direita para a esquerda e ele ficou bem discreto e com um brilho na medida (leia-se: não ficou muito lambrecado parecendo gloss). Entrei na loja, aproveitei a promoção e saí com a palette felizinha.

Lip Palette Sempre, da Contém 1G (na promoção, por R$22,00)

Lip Palette Sempre, da Contém 1G (na promoção, por R$22,00)

Outra reclamação, já que o clima se estabeleceu: alguém ensina para aquelas meninas que pó mineral é pouquinho, não é para rebocar o rosto de ninguém! E que não se testa tom de nada no antebraço? Alô, crianças do meu Brasil varonil: meu pulso branquinho não lembra em nada o amarelo-escritório do meu rostinho juvenil. Fica-a-dica.

Então, na minha peregrinação de volta ao lar, acabei me deparando com o batom Dame, da Tracta. Na verdade, estava procurando o Nude, da Elke, mas achei que ele ficou muito boca de defunto. Gostei do Tracta e foi ele que veio para casa comigo.

Batom Dame, da Tracta (com e sem flash, um captou o brilho e o outro, o tom)

Batom Dame, da Tracta (com e sem flash, um captou o brilho e o outro, o tom)

Batom Dame, da Tracta (por R$ 12,90)

Batom Dame, da Tracta (por R$ 12,90)

Como já falei, tenho a pele amarelada, e como esse batom é um pouquinho transparente, ele não fica um rosa bebê chapado contrastando muito com a minha pele. Ele fica um rosa…digno. Ele não é cintilante, mas também não é exatamente mate, porque tem um leve brilho. Não ficou grudento, apesar de dar uma sensação bem gostosa de hidratação (o batom tem protetor solar e vitamina A e E). O mais legal foi que, indo a três lojas, saí de R$17,90 a R$12,90!

Se alguém quiser saber sobre o Nude, no Chata de Galocha tem um post sobre a semelhança dele com o Hue da MAC.

Ah! O esmalte da semana é o Nikki, da Ana Hickmann. Boa cobertura, mas o brilho deixa um pouco a desejar. Nada que uma mão do brilho roxinho da Colorama não resolva:

Nikki, da Ana Hickman

Nikki, da Ana Hickman

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.